domingo, 16 de junho de 2013

Socorro, minha casa está uma bagunça.

Hoje, domingo, percebi que me perdi um pouco nos últimos dias.


Minha casa está um caos, tudo fora do lugar, pia cheia de pratos e panelas, comidas fora da geladeira, banheiros sujos, roupas por passar, vidros nem quero comentar...

Meus estudos do master estão atrasados, meu telefone parou de funcionar hoje porque esqueci de pagar a conta, minhas unhas horríveis. Ufffffaaaa, como meu lar transformou-se numa pocilga em tão pouco tempo?
Não sei se é assim com vocês, mas se eu não for uma soldadinha nos meus afazeres cotidianos, em apenas dois dias reina o caos.

Recapitulando, sexta-feira minha filha recebeu suas amiguinhas em casa, o dia todo. Sábado levei-a ao tênis pela manhã e depois fomos à praia e voltamos a noitinha (moro a 40 minutos do mar, uma viagenzinha).
Hoje, acordei tarde, dei atenção para o maridinho. Logo depois, uma amiga que adoro ligou, dizendo que estava de passagem pela cidade e queria me ver em uma cafeteria, claro que fui. Voltei para casa e a mãe de uma amiga de minha filha me intimou para sairmos tomar um café, visto que minha filha passa metade de seu tempo na casa dela, tive que ir. Novamente de volta a casa, foi a vez de meu marido, que com a desculpa dos problemas políticos do país, me convidou para assistirmos uma palestra e jantar depois. Sou politicamente ativa, como recusaria esse convite, no momento problemático que atravessa a nação? Fui.

Minha casa agora está terrível, como se uma aldeia inteira de duendes tivesse vindo bagunçar.
Lembro da minha dieta... destruída por cafés, cervejas e tortas.
Tento me concentrar e achar uma solução, um método de limpeza e organização. Hummm, não achei!

Bem... e se dou o braço a torcer e paro de viver à européia e assumo uma empregada?
Suspiro...
Não, os budistas dizem que o mínimo que temos que conseguir fazer na vida é limpar as próprias sujeiras.
Respiro fundo... os budistas têm sempre razão.

Lavarei os pratos, colocarei todas as coisas fora do lugar em uma pilha, farei as unhas amanhã, estudarei amanhã o dia inteiro e não comerei muito.
Pronto... fácil. O resto penso depois.
Preciso de coragem para deixar a casa ao menos aceitável, pois começar a semana na desordem coloca qualquer mulher de mal humor.

Coragem e mãos à obra é o que precisamos



Postar um comentário